Olhar Sines no Futuro
BEM - VINDOS!!!!
Buscar
 
 

Resultados por:
 


Rechercher Busca avançada

Conectar-se

Esqueci minha senha

Palavras chave

Últimos assuntos
Galeria


Setembro 2017
DomSegTerQuaQuiSexSab
     12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930

Calendário Calendário

Flux RSS


Yahoo! 
MSN 
AOL 
Netvibes 
Bloglines 


Quem está conectado
19 usuários online :: Nenhum usuário registrado, Nenhum Invisível e 19 Visitantes :: 1 Motor de busca

Nenhum

O recorde de usuários online foi de 864 em Sex Fev 03, 2017 11:03 pm

Autárquicas 2017

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Autárquicas 2017

Mensagem por Admin em Dom Jan 15, 2017 12:18 pm

Janeiro ainda só vai a meio, mas o país político começa já a agitar-se em torno das eleições autárquicas que vão acontecer no final do verão. As datas mais prováveis são o dia 24 de setembro ou 1 de outubro, mas até que esta seja marcada definitivamente, responsabilidade que cabe ao primeiro-ministro, ainda muitos nomes serão avançados, muita tinta se derramará nas páginas dos jornais - nacionais, locais e regionais - e muitos sonhos se hão de apregoar. O poder local, cada vez mais importante, cada vez com mais responsabilidades e orçamentos maiores, vai este ano a votos. 2017 é ano de autárquicas.

Mas estas autárquicas não são apenas palco de batalhas do poder local. As eleições deste ano - as segundas depois da "geringonça" - trazem aos seus protagonistas desafios maiores do que é habitual.

Primeiro, porque acontecem num quadro político nacional nunca visto até agora; o partido que ganhou as eleições está na Oposição e a esquerda radical apoia o Governo.

Segundo, porque o Partido Socialista, partindo de uma situação de grande vantagem (em 2013 o PS , então de António José Seguro, ganhou 150 câmaras) dificilmente poderá repetir o resultado, o que será sempre uma derrota, sobretudo para António Costa que apeou do poder o antigo líder, num processo complicado que deixou no PS feridas, rancores e ressentimentos que só esperam oportunidade de vingança.

Terceiro, e o mais importante, por causa do cenário nacional, os autarcas correm o risco de ver as suas ideias e projetos ultrapassados por questões que, sendo importantes para as lideranças nacionais dos partidos, são irrelevantes e até contraproducentes para os seus municípios. É aconselhável que os autarcas saibam diferenciar entre o que é o interesse do seu terreiro e os interesses do Terreiro do Paço.

Até às eleições do final do ano, é preciso que os autarcas - e candidatos a autarcas - saibam explicar às pessoas que, o futuro de cada município, apesar de estar ligado com o futuro do país, pertence a uma dimensão diferente. Na era da globalização, os projetos e decisões locais são desenhados de forma autónoma e, por via da tecnologia, podem estar em contacto direto com o todo Mundo, obtendo sucesso global, sem ter de passar pelas bênçãos Lisboa.

* ESPECIALISTA EM MEDIA INTELLIGENCE

José Manuel Diogo *
Hoje às 00:07
Diário de Notícias

_________________
Cláudio Carneiro


Facebook
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 16760
Pontos : 49157
Reputação : 0
Data de inscrição : 07/12/2013
Idade : 30
Localização : Sines

Ver perfil do usuário http://olharsinesnofuturo.criarforum.com.pt

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum