Olhar Sines no Futuro
BEM - VINDOS!!!!
Buscar
 
 

Resultados por:
 


Rechercher Busca avançada

Conectar-se

Esqueci minha senha

Palavras chave

Últimos assuntos
Galeria


Outubro 2017
DomSegTerQuaQuiSexSab
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031    

Calendário Calendário

Flux RSS


Yahoo! 
MSN 
AOL 
Netvibes 
Bloglines 


Quem está conectado
13 usuários online :: Nenhum usuário registrado, Nenhum Invisível e 13 Visitantes :: 1 Motor de busca

Nenhum

O recorde de usuários online foi de 864 em Sex Fev 03, 2017 11:03 pm

Terminal de transhipment de Lisboa será… Alcântara

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Terminal de transhipment de Lisboa será… Alcântara

Mensagem por Admin em Sex Mar 17, 2017 6:36 pm


O terminal de contentores de Alcântara,concessionado à Liscont, será o terminal de transhipment do porto de Lisboa. No Barreiro será construído um terminal multimodal.

Para o terminal de Alcântara, a Estratégia para o Aumento da Competitividade Portuária, hoje apresentada em Lisboa pela ministra do Mar, prevê o aumento da capacidade, dos actuais 350 mil para 640 mil TEU/ano, numa primeira fase, mediante um investimento de 97 milhões de euros (dos quais, 93 milhões da concessionária), em novos equipamentos e na extensão do cais até aos mil metros (actualmente 630 metros). Os fundos, hoje de -13,5 metros, serão aumentados para permitir a operação de navios de maiores dimensões.

A produtividade aumentará 21% por posto de acostagem e o terminal de Alcântara ficará capaz para acolher tráfegos de transhipment. As obras deverão arrancar ainda este ano ou no próximo.

Para o Barreiro confirma-se a opção por um terminal multimodal com uma zona de actividades logísticas anexa. O novo terminal disporá, numa primeira fase, de um cais de 800 metros (nada é referido sobre os fundos), apontando-se para uma capacidade de movimentação de um milhão de TEU/ano. Objectivo: “aumentar a capacidade de movimentação de carga”.

O investimento previsto, de privados, é de 400 milhões de euros. O concurso público para a concessão deverá ser lançado ainda no final do ano corrente,  de modo a que as obras arranquem em 2019.

Nos investimentos em infraestruturas hoje confirmados pela ministra Ana Paula Vitorino incluem-se ainda conclusão, ainda este ano, do novo terminal de cruzeiros (22,7 milhões de euros de investimento a cargo de privados), e o desenvolvimento da navegabilidade do Tejo até Castanheira do Ribatejo, um projecto protagonizado pelo Grupo ETE, com um investimento de 20 milhões de euros dividido “a meias” entre público e privado, e que devera permitir a navegação de barcaças entre os terminais de Lisboa e o novo cais de Castanheira do Ribatejo de barcaças de até 90 metros de comprimento, 11,4 metros de boca e 3,3 metros de calado, capazes de retirar das estradas 2 000 camiões/ano.  O início da obra deverá dar-se em 2019.

No total, a Estratégia para o Aumento da Competitividade Portuária prevê investimentos de 746 milhões de euros em Lisboa (a esmagadora maioria proveniente dos privados) que, entre outras mais-valias, deverão alavancar um aumento de 49%, ou 5,6 milhões de toneladas, na movimentação de cargas, entre 2016 e 2026.

17 Março, 2017 at 17:50
por T&N

_________________
Cláudio Carneiro


Facebook
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 16760
Pontos : 49157
Reputação : 0
Data de inscrição : 07/12/2013
Idade : 30
Localização : Sines

Ver perfil do usuário http://olharsinesnofuturo.criarforum.com.pt

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum