Olhar Sines no Futuro
BEM - VINDOS!!!!
Buscar
 
 

Resultados por:
 


Rechercher Busca avançada

Conectar-se

Esqueci minha senha

Palavras chave

tvi24  

Últimos assuntos
Galeria


Dezembro 2017
DomSegTerQuaQuiSexSab
     12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31      

Calendário Calendário

Flux RSS


Yahoo! 
MSN 
AOL 
Netvibes 
Bloglines 


Quem está conectado
14 usuários online :: Nenhum usuário registrado, Nenhum Invisível e 14 Visitantes :: 1 Motor de busca

Nenhum

O recorde de usuários online foi de 864 em Sex Fev 03, 2017 11:03 pm

Rui Lopo – Transportes Coletivos do Barreiro: «Não afastamos a possibilidade de operar em outros municípios»

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Rui Lopo – Transportes Coletivos do Barreiro: «Não afastamos a possibilidade de operar em outros municípios»

Mensagem por Admin em Qua Mar 22, 2017 12:00 pm


O vereador da Câmara Municipal do Barreiro e responsável pelos TCB – Transportes Coletivos do Barreiro, Rui Lopo, revela em entrevista à Transportes em Revista que não coloca de parte a hipótese de a empresa de transportes municipal poder operar noutros concelhos. Segundo Rui Lopo, «a moldura jurídica aplicável permite e por isso não afastamos essa possibilidade. Temos sido muito assediados pelos municípios vizinhos para desempenharmos esse papel, mas não podemos descurar nem deixar de ter em conta a situação atual de prestação do serviço interno ao concelho. Se os TCB tivessem sido justamente compensados pelo serviço público que prestam ao longo dos últimos 30 anos (indemnizações compensatórias e repartição de receita), valores que ao invés de nos serem entregues foram entregues a outros operadores, esse alargamento já seria uma realidade com maior abrangência». Recorde-se que os TCB já prestam serviço no concelho da Moita, nomeadamente nas freguesias de Alhos Vedros, Baixa da Banheira e Vale da Amoreira, medida que motivou uma queixa por parte dos TST (que operam nesta área). No entanto, o Tribunal Central Administrativo do Sul indeferiu o recurso colocado pela empresa considerando legal a extensão dos TCB àquele concelho.

Nesta entrevista, Rui Lopo fala sobre a celebração do 60º aniversário dos TCB e os planos que o município tem para o futuro da empresa. No entanto, o vereador da Câmara do Barreiro mostra-se preocupado com o que tem sido feito pela Área Metropolitana de Lisboa no que respeita à integração modal, tarifária e de bilhética. Para o responsável «quase não há avanços. Estamos em 2017 e no ano passado faltaram bilhetes de metro para que as pessoas e os turistas em Lisboa pudessem andar. Eu gostava muito que hoje em dia existisse apenas um cartão, igual em toda a AML que fosse da cor da máquina que o carrega, que por sua vez fosse da mesma cor da máquina que o valida quando entra a bordo de um autocarro da Carris em Lisboa ou Almada ou do barco da Soflusa que vem para o Barreiro. Uma marca única. Mas infelizmente não é assim. Cada operador tem o seu integrador de sistemas de informação. Cada operador paga uma fortuna para desenvolver sistemas e sempre que altera um preço de um título tem custos altíssimos, para não falar da manutenção dos sistemas. E quem paga tudo isto? O utente, no preço do bilhete, que não é nada barato».

Rui Lopo salienta que «há, contudo, consensos políticos importantes mais de forma do que de conteúdo, como o facto de todas as câmaras municipais da AML entenderem que tem de haver um título único na área metropolitana, mas que mais uma vez pode esbarrar na tecnocracia dos sistemas de informação».

por: Pedro Pereira
22-03-2017
Transportes em Revista

_________________
Cláudio Carneiro


Facebook
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 16760
Pontos : 49157
Reputação : 0
Data de inscrição : 07/12/2013
Idade : 30
Localização : Sines

Ver perfil do usuário http://olharsinesnofuturo.criarforum.com.pt

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum