Olhar Sines no Futuro
BEM - VINDOS!!!!
Buscar
 
 

Resultados por:
 


Rechercher Busca avançada

Conectar-se

Esqueci minha senha

Últimos assuntos
Galeria


Junho 2017
DomSegTerQuaQuiSexSab
    123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930 

Calendário Calendário

Flux RSS


Yahoo! 
MSN 
AOL 
Netvibes 
Bloglines 


Quem está conectado
21 usuários online :: Nenhum usuário registrado, Nenhum Invisível e 21 Visitantes :: 1 Motor de busca

Nenhum

O recorde de usuários online foi de 864 em Sex Fev 03, 2017 11:03 pm

A importância dos serviços na dinamização da economia portuguesa

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

A importância dos serviços na dinamização da economia portuguesa

Mensagem por Admin em Sex Mar 24, 2017 11:18 am

É tempo de os responsáveis políticos reconhecerem a importância estratégica dos serviços na definição de qualquer quadro macroeconómico de longo prazo em Portugal.

O relançamento inadiável da economia portuguesa após mais de década e meia de estagnação só poderá ocorrer com o contributo decisivo do setor terciário, já hoje contribuindo para cerca de 75% do PIB e absorvendo mais de dois terços da população ativa. A importância dos serviços não é apenas quantitativa: o setor assegura o maior contributo à modernização da nossa economia, consolidando a sua reputação muito para além das nossas fronteiras históricas. Tal sucede em áreas tão diversas como as telecomunicações, os cuidados de saúde, os transportes expresso, a segurança privada, o comércio digital, os centros comerciais, as tecnologias de informação e as modernas cadeias de distribuição.

As energias criativas que os serviços propiciam, ancorados como estão à revolução digital em curso no mundo contemporâneo, são vitais para a competitividade do nosso tecido empresarial e para a tão ambicionada expansão da economia portuguesa, que ainda padece de graves deficiências estruturais.

Isto acontece, note-se, porque o dinamismo dos serviços não se circunscreve ao mercado interno: é também fundamental para o impulso à internacionalização dos nossos circuitos económicos, sempre tão carenciados de potenciais investidores e clientes. Ao contrário do que alguns imaginam, o setor exportador português está hoje longe de confinar-se ao tradicional escoamento de bens provenientes do setor agroalimentar e da indústria transformadora, por mais relevantes que estes ainda sejam.

É precisamente nos serviços que se encontram algumas das melhores práticas empresariais registadas em Portugal, proporcionadas pela capacidade de inovação de quem investe, planeia e dirige as empresas do setor. Contribuindo não apenas para o dinamismo da economia nacional mas para o próprio prestígio do País num mundo cada vez mais digital, onde os modelos de negócio baseados em plataformas multilaterais – como acontece, por exemplo, com a Google ou a Airbnb –  se tornaram quase um lugar comum, ao ligarem diferentes grupos de clientes que geram tanto mais valor quanto mais interagirem entre si.

Por tudo isto, é tempo de os responsáveis políticos e os chamados líderes de opinião nacionais reconhecerem a importância estratégica dos serviços na definição de qualquer quadro macroeconómico de longo prazo em Portugal. Para que os desafios do futuro possam ser ganhos e a sombra da recessão não volte a pairar sobre quem deu novos mundos ao Mundo.

Jorge Jordão, Presidente da Confederação dos Serviços de Portugal
 00:07
Jornal Económico

_________________
Cláudio Carneiro


Facebook
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 16760
Pontos : 49157
Reputação : 0
Data de inscrição : 07/12/2013
Idade : 30
Localização : Sines

Ver perfil do usuário http://olharsinesnofuturo.criarforum.com.pt

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum