Olhar Sines no Futuro
BEM - VINDOS!!!!
Buscar
 
 

Resultados por:
 


Rechercher Busca avançada

Conectar-se

Esqueci minha senha

Últimos assuntos
Galeria


Junho 2017
DomSegTerQuaQuiSexSab
    123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930 

Calendário Calendário

Flux RSS


Yahoo! 
MSN 
AOL 
Netvibes 
Bloglines 


Quem está conectado
13 usuários online :: Nenhum usuário registrado, Nenhum Invisível e 13 Visitantes :: 1 Motor de busca

Nenhum

O recorde de usuários online foi de 864 em Sex Fev 03, 2017 11:03 pm

Quem não é por mim...

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Quem não é por mim...

Mensagem por Admin em Seg Mar 27, 2017 11:11 am

Como dizia Bertolt Brecht, num dos seus poemas: "Primeiro levaram os negros/mas não me importei com isso/eu não era negro/Em seguida levaram alguns operários/Mas não me importei com isso/Eu também não era operário (...) Agora estão me levando/mas já é tarde/Como eu não me importei com ninguém/Ninguém se importa comigo".

Não posso, assim, ficar calado perante as críticas de Rui Moreira ao JN.

Rui Moreira tem todo o direito de discordar de artigos, reportagens, opiniões, pessoas. A Democracia é assim mesmo, feita de discordâncias. Não tem é o direito de utilizar dinheiros públicos e órgãos de comunicação institucionais (como é o site da Câmara) para "atacar" aqueles que não pensam como ele.

E o ataque que, nesse site, fez a uma reportagem do JN insere-se numa prática que, infelizmente, não é de agora. É que convém recordar que, utilizando esses mesmos canais, Rui Moreira ataca forças partidárias com representação Municipal (ou seja, com eleitos do povo do Porto!). Lembro-me, em particular, dos ataques a eleitos da CDU por estes, legitimamente (e pelos vistos, com razão, como o provam as decisões da Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária e da Comissão Nacional de Proteção de Dados), considerarem ilegal a forma como os parcómetros do Porto funcionam e os fiscais da concessionária atuam.

Mas, para além desta utilização ilegítima de dinheiros públicos, estes episódios demonstram uma preocupante incapacidade de lidar com a discordância. Recordo os ferozes ataques a uma vereadora do PS que ousou questionar a política de mobilidade seguida pela Câmara. Recordo a forma como criou um incidente diplomático com o alcaide de Vigo quando, ao tentar defender o Aeroporto do Porto, considerou o Aeroporto de Vigo como uma espécie de "salsicha fresca dentro de uma francesinha". Ou o ataque ao vereador da CDU por ter feito legítimas e pertinentes perguntas sobre a Selminho. Ou a deselegante e inadmissível desautorização ao seu vereador M. Correia Fernandes sobre o Bolhão. Posições que desenterram o bafiento conceito do "quem não é por nós é contra nós"! Ou, ainda pior, e como já lhe li, "quem não é por mim é contra a cidade do Porto", o que nos remete para o famoso "Rei Sol"...

Conceitos que entram em contradição com uma imagem pessoal que, indubitavelmente, é marcada por uma inegável simpatia pessoal e afabilidade. Que, desta forma, parecem, apenas, uma máscara...

No caso da reportagem do JN, e como bem referiu, também aqui, Jorge Villas, não pode querer matar o mensageiro por não gostar da mensagem. E a verdade é que há hoje uma pressão inaceitável sobre moradores do Porto (militantes partidários ou independentes...), procurando escorraçá-los das suas casas para que estas se transformem em alojamentos turísticos.

Sendo preocupante que o presidente da Câmara não o queira ver ou, vendo-o, o procure abafar...

* ENGENHEIRO

Rui Sá *
Hoje às 00:03, atualizado às 00:24
Jornal de Notícias

_________________
Cláudio Carneiro


Facebook
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 16760
Pontos : 49157
Reputação : 0
Data de inscrição : 07/12/2013
Idade : 30
Localização : Sines

Ver perfil do usuário http://olharsinesnofuturo.criarforum.com.pt

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum