Olhar Sines no Futuro
BEM - VINDOS!!!!
Buscar
 
 

Resultados por:
 


Rechercher Busca avançada

Conectar-se

Esqueci minha senha

Últimos assuntos
Galeria


Abril 2017
DomSegTerQuaQuiSexSab
      1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30      

Calendário Calendário

Flux RSS


Yahoo! 
MSN 
AOL 
Netvibes 
Bloglines 


Quem está conectado
18 usuários online :: Nenhum usuário registrado, Nenhum Invisível e 18 Visitantes :: 2 Motores de busca

Nenhum

O recorde de usuários online foi de 864 em Sex Fev 03, 2017 11:03 pm

Toca um mover o Governo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Toca um mover o Governo

Mensagem por Admin em Qui Mar 30, 2017 12:26 pm


Empregadores e sindicatos se reuniram nesta quinta-feira com alto-falante de infra-estruturas grupo parlamentar socialista no Congresso, Cesar Ramos e seu colega de partido, também um deputado, Salvador de la Encina que deixaram clara a sua surpresa com a decisão governo se opõem ao acordo alcançado na quarta-feira à tarde por ambas as partes, após mais de dois anos de negociações na estiva conflito.

Agora, os empregadores e os trabalhadores espero encontrar ao longo do dia, o relatório do mediador Marcos Peña no documento assinado nas últimas horas em que é proposta uma redução linear de 10% dos salários dos trabalhadores aliviando a organização do trabalho nas docas e pedido de ajuda pública, inter alia, para cumprir o mandato dos tribunais comunitários.

Socialista, Salvador de la Encina, disse que "o governo deveria ter sido o primeiro a esfregar as mãos com o acordo alcançado nas últimas horas, porque dá estabilidade ao sistema." Portanto, "a surpresa foi capitalizado", como o governo insiste que o documento não é legal, mas nem mesmo ser submetido ao exame da barra do estado. "O governo diz que não é legal, mas isso não é o que ele diz a frase que fala da alteração do artigo 49 nem a União Europeia tem falado sobre isso", disse De la Encina referindo-se à sub-rogação estivadores que as partes levantam no documento.

deputado socialista disse que "a legislação nacional não aparece barriga de aluguel proibida, mas muito pelo contrário, como aparece no artigo 44 do Estatuto dos trabalhadores". Encina suspeito "os planos do governo permanecem os mesmos, a introdução de um sistema de trabalho nos portos, emprego e salários precária, como tem sido feito em outros portos próximos, como Sines". "Se o governo quisesse ter uma maioria decreto ter aceite o contrato de empregadores e trabalhadores", concluiu o deputado do PSOE, após as duas reuniões realizadas na quinta-feira com representantes de Anesco e Coordenador.

30 Março 2017 
El Estrecho Digital

_________________
Cláudio Carneiro


Facebook
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 16760
Pontos : 49157
Reputação : 0
Data de inscrição : 07/12/2013
Idade : 30
Localização : Sines

Ver perfil do usuário http://olharsinesnofuturo.criarforum.com.pt

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum