Olhar Sines no Futuro
BEM - VINDOS!!!!
Buscar
 
 

Resultados por:
 


Rechercher Busca avançada

Conectar-se

Esqueci minha senha

Palavras chave

tvi24  

Últimos assuntos
Galeria


Novembro 2017
DomSegTerQuaQuiSexSab
   1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930  

Calendário Calendário

Flux RSS


Yahoo! 
MSN 
AOL 
Netvibes 
Bloglines 


Quem está conectado
16 usuários online :: Nenhum usuário registrado, Nenhum Invisível e 16 Visitantes :: 1 Motor de busca

Nenhum

O recorde de usuários online foi de 864 em Sex Fev 03, 2017 11:03 pm

O melhor de dois mundos

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

O melhor de dois mundos

Mensagem por Admin em Sex Mar 31, 2017 11:09 am

Catarina Martins diz que a solução encontrada para o BES é o pior de dois mundos. E diz também que o Bloco vai tentar tudo para inviabilizar a solução. Isto dito por um alicerce fundamental do Governo soa estranho.

António Costa cedeu a tudo nos costumes. Mas no que é importante não vai poder fazer a vontade aos bloquistas. E como não há matéria no domínio da discriminação ou do preconceito que não esteja já regulada, agora é que vai começar a doer.

Naquilo que verdadeiramente interessa ao país, o Bloco está sempre contra. Estabilizar o sistema financeiro. Não pode ser. São uns abutres. Equilibrar as contas públicas e sair do procedimento de défice excessivo. Não é possível. O PEC não é para cumprir. Aceitar as regras do Euro. Nem pensar. Mais tarde ou mais cedo teremos de sair da moeda única.

O Bloco tomou consciência de que os últimos meses foram de "apagão político" completo. A Mortágua já não é novidade. Sem a CGTP, nem a concertação social conseguiu perturbar. Ainda tentou acabar com o salário de António Mexia, mas a ideia morreu logo.

O Governo está a seguir um caminho que as instituições europeias parecem tolerar. António Costa distribui charme lá por fora e cá dentro, com uma não desprezível ajuda presidencial, vai apostando em políticas de comunicação que dão a ideia de que crescer depressa e bem é algo que está ao alcance dos portugueses. De caminho destrói, de forma por vezes cruel, o mérito e o esforço do seu antecessor. Passos Coelho, por seu turno, insiste em não perceber que já ninguém quer saber do passado e que melhor faria se nos desafiasse com uma ideia para o futuro.

Catarina Martins pensava que estar no governo com um pé dentro e outro fora seria uma estratégia bem-sucedida quando tivesse de voltar a contar votos. Mas começa agora a perceber que, a continuar a ambiguidade e sem que estejam previstas vitórias eleitorais nas autárquicas, depressa entrará no bolso de um António Costa cheio de vontade de chegar sozinho à maioria absoluta.

Jurista

António Moita 
30 de março de 2017 às 20:10
Negócios

_________________
Cláudio Carneiro


Facebook
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 16760
Pontos : 49157
Reputação : 0
Data de inscrição : 07/12/2013
Idade : 30
Localização : Sines

Ver perfil do usuário http://olharsinesnofuturo.criarforum.com.pt

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum