Olhar Sines no Futuro
BEM - VINDOS!!!!
Buscar
 
 

Resultados por:
 


Rechercher Busca avançada

Conectar-se

Esqueci minha senha

Últimos assuntos
Galeria


Junho 2017
DomSegTerQuaQuiSexSab
    123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930 

Calendário Calendário

Flux RSS


Yahoo! 
MSN 
AOL 
Netvibes 
Bloglines 


Quem está conectado
11 usuários online :: Nenhum usuário registrado, Nenhum Invisível e 11 Visitantes :: 1 Motor de busca

Nenhum

O recorde de usuários online foi de 864 em Sex Fev 03, 2017 11:03 pm

Risco (mal) calculado

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Risco (mal) calculado

Mensagem por Admin em Sab Abr 01, 2017 11:46 am

Foi uma das principais causas para a queda do Império Romano e, anos depois da chegada de Cristóvão Colombo à América, foco de dizimação das civilizações maia e inca. Estima-se mesmo que 90% da população do continente americano terá morrido por causa dele e que foram precisos mais de mil anos para conseguir conter o culpado e começar a reduzir as vítimas. Ainda assim, depois de 25 anos a salvar vidas, em 1980 ainda fazia mais de 2,6 milhões de mortes, sobretudo crianças com menos de 5 anos. Um número que se reduziu para 96 mil em cerca de três décadas. Mas ainda que hoje sejam raros os casos tão graves que se revelem letais - ocorrem sobretudo em regiões mais inóspitas, onde os casos de subnutrição são mais frequentes -, o sarampo é ainda a doença que mais mata entre as que são evitáveis por vacina.

Afetando anualmente 20 milhões de pessoas em todo o mundo, Portugal, com a quase totalidade da população vacinada, foi oficialmente declarado limpo desta doença altamente contagiosa no ano passado. Hoje, porém, teve a confirmação de que há novos casos de sarampo entre nós. Como é que isto acontece se a doença estava erradicada? Simplesmente porque o país está rodeado de sarampo.

Com perto de cinco mil casos registados nos últimos 12 meses e mais de 500 identificados já neste ano - e a aumentar assustadoramente de Itália ao Reino Unido, da Alemanha à Roménia pelo simples motivo de que muitas famílias nestes países recusam inocular os filhos -, e sendo altamente contagioso, o surto de sarampo está a ameaçar mesmo os 24 países da Europa em que a doença estava erradicada. Um risco acrescido em Portugal para as cerca de 87 mil crianças aqui nascidas no ano passado e que ainda não chegaram à idade certa para levar a vacina. Será preciso recuarmos aos tempos da Idade Média para que esses jovens europeus entendam o perigo? Esperemos que lhes baste o susto para que ponham os olhos em bons exemplos como o que Portugal tem dado nesta matéria

01 DE ABRIL DE 2017
00:01
Joana Petiz
Diário de Notícias

_________________
Cláudio Carneiro


Facebook
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 16760
Pontos : 49157
Reputação : 0
Data de inscrição : 07/12/2013
Idade : 30
Localização : Sines

Ver perfil do usuário http://olharsinesnofuturo.criarforum.com.pt

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum