Olhar Sines no Futuro
BEM - VINDOS!!!!
Buscar
 
 

Resultados por:
 


Rechercher Busca avançada

Conectar-se

Esqueci minha senha

Palavras chave

Últimos assuntos
Galeria


Outubro 2017
DomSegTerQuaQuiSexSab
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031    

Calendário Calendário

Flux RSS


Yahoo! 
MSN 
AOL 
Netvibes 
Bloglines 


Quem está conectado
15 usuários online :: Nenhum usuário registrado, Nenhum Invisível e 15 Visitantes :: 2 Motores de busca

Nenhum

O recorde de usuários online foi de 864 em Sex Fev 03, 2017 11:03 pm

Risco (mal) calculado

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Risco (mal) calculado

Mensagem por Admin em Sab Abr 01, 2017 11:46 am

Foi uma das principais causas para a queda do Império Romano e, anos depois da chegada de Cristóvão Colombo à América, foco de dizimação das civilizações maia e inca. Estima-se mesmo que 90% da população do continente americano terá morrido por causa dele e que foram precisos mais de mil anos para conseguir conter o culpado e começar a reduzir as vítimas. Ainda assim, depois de 25 anos a salvar vidas, em 1980 ainda fazia mais de 2,6 milhões de mortes, sobretudo crianças com menos de 5 anos. Um número que se reduziu para 96 mil em cerca de três décadas. Mas ainda que hoje sejam raros os casos tão graves que se revelem letais - ocorrem sobretudo em regiões mais inóspitas, onde os casos de subnutrição são mais frequentes -, o sarampo é ainda a doença que mais mata entre as que são evitáveis por vacina.

Afetando anualmente 20 milhões de pessoas em todo o mundo, Portugal, com a quase totalidade da população vacinada, foi oficialmente declarado limpo desta doença altamente contagiosa no ano passado. Hoje, porém, teve a confirmação de que há novos casos de sarampo entre nós. Como é que isto acontece se a doença estava erradicada? Simplesmente porque o país está rodeado de sarampo.

Com perto de cinco mil casos registados nos últimos 12 meses e mais de 500 identificados já neste ano - e a aumentar assustadoramente de Itália ao Reino Unido, da Alemanha à Roménia pelo simples motivo de que muitas famílias nestes países recusam inocular os filhos -, e sendo altamente contagioso, o surto de sarampo está a ameaçar mesmo os 24 países da Europa em que a doença estava erradicada. Um risco acrescido em Portugal para as cerca de 87 mil crianças aqui nascidas no ano passado e que ainda não chegaram à idade certa para levar a vacina. Será preciso recuarmos aos tempos da Idade Média para que esses jovens europeus entendam o perigo? Esperemos que lhes baste o susto para que ponham os olhos em bons exemplos como o que Portugal tem dado nesta matéria

01 DE ABRIL DE 2017
00:01
Joana Petiz
Diário de Notícias

_________________
Cláudio Carneiro


Facebook
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 16760
Pontos : 49157
Reputação : 0
Data de inscrição : 07/12/2013
Idade : 30
Localização : Sines

Ver perfil do usuário http://olharsinesnofuturo.criarforum.com.pt

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum