Olhar Sines no Futuro
BEM - VINDOS!!!!
Buscar
 
 

Resultados por:
 


Rechercher Busca avançada

Conectar-se

Esqueci minha senha

Palavras chave

Últimos assuntos
Galeria


Agosto 2017
DomSegTerQuaQuiSexSab
  12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  

Calendário Calendário

Flux RSS


Yahoo! 
MSN 
AOL 
Netvibes 
Bloglines 


Quem está conectado
18 usuários online :: Nenhum usuário registrado, Nenhum Invisível e 18 Visitantes :: 1 Motor de busca

Nenhum

O recorde de usuários online foi de 864 em Sex Fev 03, 2017 11:03 pm

Fascismo e comunismo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Fascismo e comunismo

Mensagem por Admin em Seg Abr 03, 2017 11:08 am

“Marine Le Pen é da extrema-direita francesa. Catarina Martins é da extrema-esquerda portuguesa. As duas mulheres falam claramente a mesma língua (...) E Jerónimo de Sousa, que é comunista ortodoxo, segue um guião com muitas parecenças.”

Quem o escreve nas páginas deste jornal é Carlos Carreiras, presidente da CM de Cascais e coordenador autárquico do PSD. Neste texto de opinião que merece leitura, Carreiras lança-se dando como garantida a equiparação entre partidos fascistas e comunistas, exemplificando com a defesa da saída do euro, para aterrar na atual legislatura e encontrar provas de “cambalhotas” e amolecimento da que define como extrema-esquerda parlamentar.

Sem a capacidade de Carreiras para trumpizar tantos assuntos, deter-me-ei exclusivamente no argumento de base que lhe subjaz, porque de tantas vezes repetido não quer dizer que se tenha tornado verdadeiro.

Fascismo e comunismo não são ideologias e modelos de sociedade que se assemelhem mas, como historicamente se comprova, que se opõem.

A pouco séria discussão histórica em torno do número de mortes veio, indiretamente, massificar a sua equiparação. Imagine-se, por exemplo, se o número de mortes passa a ser critério para avaliar a ação da Igreja Católica ao longo dos séculos? E estaremos certos de que, nesta competição sobre mortos, o neoliberalismo e as políticas de austeridade impostas a partir de Pinochet na América Latina não provocaram e provocam muito mais mortes diretas e indiretas?

Coloquemos de lado esta necrofilia política, mas procuremos uma forma simples de comparação das duas ideologias: as respetivas formas de construção.

O fascismo constrói-se a partir de uma ideia de ódio e medo entre pessoas das mesmas classes sociais, mas de diferentes países, tons de pele, religiões, orientação sexual, etc. O comunismo constrói-se a partir da organização popular, de massas, tendo como fim a abolição das classes sociais.

Estamos, pois, perante paradigmas opostos. Um faz perigar quem esteja fora da norma de onde provém o fascismo, o outro faz perigar as vantagens de quem detém ou controla o poder. Um constrói-se destruindo a democracia, o outro só será bem-sucedido quando atingir a democracia plena.

Escreve à segunda-feira

03/04/2017
Tiago Mota Saraiva 
opiniao@newsplex.pt 
 Jornal i

_________________
Cláudio Carneiro


Facebook
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 16760
Pontos : 49157
Reputação : 0
Data de inscrição : 07/12/2013
Idade : 30
Localização : Sines

Ver perfil do usuário http://olharsinesnofuturo.criarforum.com.pt

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum