Olhar Sines no Futuro
BEM - VINDOS!!!!
Buscar
 
 

Resultados por:
 


Rechercher Busca avançada

Conectar-se

Esqueci minha senha

Últimos assuntos
Galeria


Maio 2017
DomSegTerQuaQuiSexSab
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031   

Calendário Calendário

Flux RSS


Yahoo! 
MSN 
AOL 
Netvibes 
Bloglines 


Quem está conectado
25 usuários online :: Nenhum usuário registrado, Nenhum Invisível e 25 Visitantes :: 2 Motores de busca

Nenhum

O recorde de usuários online foi de 864 em Sex Fev 03, 2017 11:03 pm

Product of Portugal

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Product of Portugal

Mensagem por Admin em Ter Abr 04, 2017 10:56 am

A última vez que esbarrei com um produto português em Los Angeles foi há mais de um ano, na cadeia de lojas Marshalls. Era uma travessa de barro com um galo de Barcelos pintado na base e a informação made in Portugal misturada com panelas caríssimas da Martha Stewart e woks antiaderentes. Há por aqui um restaurante de frango assado, PortuCal Peri Peri, e um que vende bicas, pastéis de nata e outras iguarias portuguesas, o Natas. Além da Super Bock e dos bitoques nas tardes de futebol em Artesia, não há um rasto visível dos portugueses por estes lados. E a Califórnia é o estado com mais portugueses e lusodescendentes da América, cerca de 330 mil.

Foi por isso que arregalei os olhos quando anunciaram um festival de comida latina com experimentação de pratos típicos de Portugal, Espanha e vários países da América Latina. O evento, junto à praia de Santa Mónica, foi regado com cerveja mexicana, água de coco brasileira e mil versões de rum. Mas tinha algo que provavelmente nenhum dos visitantes alguma vez experimentara: ginjinha de Óbidos. Da verdadeira.

O stand da Ginja9 foi o único vislumbre de Portugal que tivemos neste Latin Food Fest e uma das primeiras aparições da marca, que é nova em folha. Foi criada pelo português Alexander Dias, que emigrou para Los Angeles em 2009 e é bancário de profissão. A história é tão deliciosa quanto os copos de chocolate que ele vende com as garrafas de ginja. Um dia, um dos seus clientes foi de férias a Portugal e experimentou a ginjinha numa tasca de Lisboa. Quando regressou, perguntou onde podia comprar o tão apreciado licor por estas bandas. Para surpresa de Alexander, não havia garrafas de ginjinha à venda em lado nenhum, e as comunidades portuguesas não sabiam onde encontrá-la. Assim nasceu a ideia de criar a empresa Earth Delicacies, registar a marca Ginja9 e importar o licor de Portugal para a Califórnia, através da Licóbidos.

Não é que o mercado norte-americano fosse completamente estranho à ginja de Óbidos. A Oppidum de Dário e Marta Pimpão - de onde veio a ideia do copo de chocolate - já ganhou vários prémios, de São Francisco a Chicago. A GinjaUSA teve no Texas um projeto de importação de ginjinha da Frutóbidos, pioneira no fabrico do licor. Alexander também esbarrou com a Ginja Espinheira, de Lisboa, cujo sabor é diferente. No entanto, a Ginja9 é a primeira marca concebida inteiramente para o mercado norte-americano. Alexander Dias, que demorou um ano a conseguir a licença de importação e venda de bebidas alcoólicas, percebeu que um dos problemas dos produtos importados é que chegam com rótulo português, pouco adaptado ao consumidor local. Escolheu para a Ginja9 um design minimalista, quase misterioso, e está a promovê-la em todos os eventos em que consegue participar.

Poucos meses depois do lançamento, o licor já está disponível em 15 lojas e restaurantes e recebeu a classificação Excelente - Altamente Recomendado no Ultimate Spirits Challenge, em Nova Iorque. Alexander tem a ambição de tornar este product of Portugal um sucesso à escala nacional, da Califórnia à costa este. Foi por isso que teve um stand no Latin Food Fest, em que serviu Ginja9 em copos de chocolate belga e um mojito feito com o licor português - o G9 Cherry Mojito. A bebida tem tido tanto sucesso que já abriu as portas a várias empresas de eventos. "As coisas estão a mexer", diz Alexander.

No mesmo fim de semana, patrocinou em Turlock (lá mais para o Norte da Califórnia) uma noite com comediantes portugueses. Vai estar num evento de turismo em maio e no festival Mariachi USA no Hollywood Bowl, em julho. Não tem feito outra coisa nos últimos meses: promover, promover, promover.

"Não há nada parecido por aqui", garante. A ideia faz sentido: é um produto distinto, com um sabor único e um toque a ancestralidade. É pensado para o mercado local pelos olhos de um português - quantas vezes não damos de barato o que temos em casa porque não percebemos a sua grandiosidade? Às vezes, tudo o que é preciso é um turista bem servido numa tasca para abrir um novo mercado ao que de melhor se faz em Portugal.

04 DE ABRIL DE 2017
00:02
Ana Rita Guerra
Diário de Notícias

_________________
Cláudio Carneiro


Facebook
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 16760
Pontos : 49157
Reputação : 0
Data de inscrição : 07/12/2013
Idade : 30
Localização : Sines

Ver perfil do usuário http://olharsinesnofuturo.criarforum.com.pt

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum