Olhar Sines no Futuro
BEM - VINDOS!!!!
Buscar
 
 

Resultados por:
 


Rechercher Busca avançada

Conectar-se

Esqueci minha senha

Palavras chave

Últimos assuntos
Galeria


Agosto 2017
DomSegTerQuaQuiSexSab
  12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  

Calendário Calendário

Flux RSS


Yahoo! 
MSN 
AOL 
Netvibes 
Bloglines 


Quem está conectado
17 usuários online :: Nenhum usuário registrado, Nenhum Invisível e 17 Visitantes :: 1 Motor de busca

Nenhum

O recorde de usuários online foi de 864 em Sex Fev 03, 2017 11:03 pm

Há mais empresas a pagar impostos

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Há mais empresas a pagar impostos

Mensagem por Admin em Ter Abr 04, 2017 6:16 pm

67,9% das sociedades tiveram que pagar IRC, nomeadamente por causa do pagamento especial por conta

O volume de negócios declarado em 2015 pelas empresas portuguesas aumentou 8,1% de 2014 para 2015, tendo passado de 17,6 mil milhões de euros para perto de 19 mil milhões de euros.

No total, 67,9% das empresas tiveram que fazer pagamentos de IRC, embora apenas 33,5% tenha de facto liquidado imposto. Isto acontece porque a maior parte das empresas acaba por pagar algum imposto através do PEC ou de tributações autónomas e derrama, etc, segundo as estatísticas do imposto publicadas no Portal das Finanças. Mesmo que tenham prejuízos.

O IRC liquidado pelos empresários cresceu 2% atingindo os 3.631 milhões de euros em 2015. O IRC liquidado resulta das deduções à coleta dos créditos por conta dos mecanismos para evitar a dupla tributação internacional, dos benefícios fiscais, designadamente os que têm natureza contratual e ainda dos montantes pagos antecipadamente através do pagamento especial por conta (PEC).

Embora as empresas com um volume de negócios acima de 25 milhões de euros representem apenas 0,4% do total foram responsáveis por 52,8% do IRC liquidado em 2015. Por sua vez, as companhias que faturam abaixo de 1 milhões de euros, por ano, representam 93,1% do total de declarações e responderam por 19% do IRC liquidado.

Por sua vez, a taxa média efetiva de imposto desceu entre 2013 e 2015, tendo passado de 23,1% para 20,9%, respetivamente. Esta redução ficou a dever-se ao corte na taxa geral do imposto em 4 pontos percentuais, durante este período, decidida pelo Governo anterior. A taxa geral passou de 25%, em 2013, para 23%, em 2014, e 21%, em 2015.

Menos prejuízos

O resultado líquido positivo cresceu 14,2% de 2013 para 2014, situação que se manteve em 2015, ano em que aumentou 7,6%. Já as empresas que declararam prejuízos reduziram 43,8% em 2015 (21 mil milhões de euros) face a 2014 (38 mil milhões), quando neste ano tinham aumentado 65,1% face a 2013 (23 mil milhões).

No total, em 2015 o fisco recebeu 452.683 declarações de IRC, mais 2,8% face ao ano anterior.

04.04.2017 às 16h58
ANA SOFIA SANTOS
Expresso

_________________
Cláudio Carneiro


Facebook
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 16760
Pontos : 49157
Reputação : 0
Data de inscrição : 07/12/2013
Idade : 30
Localização : Sines

Ver perfil do usuário http://olharsinesnofuturo.criarforum.com.pt

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum