Olhar Sines no Futuro
BEM - VINDOS!!!!
Buscar
 
 

Resultados por:
 


Rechercher Busca avançada

Conectar-se

Esqueci minha senha

Últimos assuntos
Galeria


Maio 2017
DomSegTerQuaQuiSexSab
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031   

Calendário Calendário

Flux RSS


Yahoo! 
MSN 
AOL 
Netvibes 
Bloglines 


Quem está conectado
24 usuários online :: Nenhum usuário registrado, Nenhum Invisível e 24 Visitantes :: 2 Motores de busca

Nenhum

O recorde de usuários online foi de 864 em Sex Fev 03, 2017 11:03 pm

Drewry: pequenas companhias de navegação cresceram acima dos colossos em 2016

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Drewry: pequenas companhias de navegação cresceram acima dos colossos em 2016

Mensagem por Admin em Qua Abr 05, 2017 11:34 am


Embora as transportadoras marítimas de contentores tenham conseguido fechar 2016 com um 'sprint' de rentabilidade no último trimestre devido a uma melhoria na procura e no preço do frete, não evitaram o primeiro déficit anual desde 2011 - apenas quatro das quinze companhias analisadas pela consultora Drewry foram capazes de obter lucros durante o exercício de 2016.

Entre as companhias de navegação que não ficaram no vermelho em 2016 estão a havaiana Matson, as europeias Hapag-Lloyd e CMA CGM e taiwanesa Wan Hai (especializada no mercado asiático). No outro lado do espectro ficou a sul-coreana Hyundai Merchante Marine, que fechou 2016 com as maiores perdas deste ranking analisado pela consultora britânica - cerca de 716 milhões de dólares de prejuízos.

Depois da Huyndai Merchant Marine segue-se a taiwanesa Yang Ming (que também vive dias incertos devido à sua periclitante condição financeira), com perdas de 453 milhões de dólares em 2016; na Europa, é de ressalvar o desempenho da líder Maersk Line, que registou perdas de 396 milhões de dólares. Neste contexto, foram as pequenas companhias de navegação as que mais cresceram.

Assim, foram precisamente companhias como a Matson e a Wan Hai as registaram significativos crescimentos de rentabilidade em 2016: a primeira, especializada no transporte na região Pacífico, cresceu 9,2% em termos de margens operacionais, ao passo que a segunda cresceu 3,3% , números que suplantam com folga a média obtida pelos operadores de cariz global (2%). 

05/04/2017
CARGO Edições,Lda © 2017

_________________
Cláudio Carneiro


Facebook
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 16760
Pontos : 49157
Reputação : 0
Data de inscrição : 07/12/2013
Idade : 30
Localização : Sines

Ver perfil do usuário http://olharsinesnofuturo.criarforum.com.pt

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum