Olhar Sines no Futuro
BEM - VINDOS!!!!
Buscar
 
 

Resultados por:
 


Rechercher Busca avançada

Conectar-se

Esqueci minha senha

Últimos assuntos
Galeria


Maio 2017
DomSegTerQuaQuiSexSab
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031   

Calendário Calendário

Flux RSS


Yahoo! 
MSN 
AOL 
Netvibes 
Bloglines 


Quem está conectado
20 usuários online :: Nenhum usuário registrado, Nenhum Invisível e 20 Visitantes :: 2 Motores de busca

Nenhum

O recorde de usuários online foi de 864 em Sex Fev 03, 2017 11:03 pm

As “tias ricas” de Dias Loureiro

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

As “tias ricas” de Dias Loureiro

Mensagem por Admin em Qui Abr 06, 2017 11:09 am

Já lá vão 15 mil milhões de euros dos nossos bolsos para safar alguns que continuam a circular impávidos e serenos em restaurantes da moda.

Causou profunda repulsa a qualquer pessoa de bem a notícia de que o Ministério Público arquivou um inquérito a Dias Loureiro e Oliveira e Costa sobre o caso BPN. Não tendo conseguido provar, mas mantendo a suspeita, os crimes de burla qualificada, branqueamento e fraude fiscal qualificada.

A política serve para melhorar a vida das pessoas, da comunidade, e não para enriquecer alguns que se servem dela para a partir da sua circulação nas salas e restaurantes de poder se tornarem em magos de negociatas e comissionistas de eleição.

Dias Loureiro e Oliveira e Costa são apenas dois de muitos mais rostos que saíram de uma safra sob o manto protector do cavaquismo. Um bando de nulidades e mangas de alpaca que chegaram ao partido, e depois ao Governo, com uma mão à frente e outra atrás e que através dos contactos e de «uma palavrinha» foram crescendo no mundo dos negócios e, em muitos casos, à custa do erário público.

As intimidades e conveniências foram semeadas no poder, floresceram com os fundos estruturais que vinham da Europa e que mais pareciam uma torneira sem fundo como o ouro do Brasil no tempo de D. João V. Depois, sem uma lei do financiamento partidário dura e transparente, eram milhões a entrar sem qualquer controlo. Era um tempo em que se D.Dinis vivesse e perguntasse o que D. Isabel trazia no seu regaço, ela, mulher séria, teria de dizer com verdade: «são malas, senhor, são malas». Sim, malas cheias de dinheiro de diversas proveniências para campanhas eleitorais.

Relembro que têm sido todos os portugueses, dos mais humildes aos com mais posses, que têm pago uma série de descalabros na nossa economia, na banca, em grandes empresas e que assistem a isto tudo sem poderem revoltar-se. Já lá vão 15 mil milhões de euros dos nossos bolsos para safar alguns que continuam a circular impávidos e serenos em restaurantes da moda e alguns ainda têm a pouca vergonha de abrir o bico e comentar o estado da arte.

Este bando de escroques andou sobre o gelo, sem medo, porque ninguém os pune, ninguém consegue provar a ganância rapace destas aves de rapina. Uma alcateia de gente sem espinha e que se está marimbando para nós que temos de viver asfixiados pela austeridade, porque eles estão bem nas suas casas de luxo, nas suas viagens por paraísos tropicais onde, por acaso, se esconde muito do dinheiro sujo.

Sempre que ouvia e via esta ralé moral lembrava-me da “Máscara” (Persona) de Ingmar Bergman: «cada tom de voz uma mentira, cada gesto uma falsidade, cada sorriso uma tristeza». Eu, como o Ministério Público, não os posso acusar de nada. Não tenho provas para isso. A nossa condenação e repulsa é o nojo que sentimos por estas criaturas que se tornaram milionárias sem sabermos muito bem como. Se calhar até sabemos: são as famosas “heranças”. Tantas “tias ricas” têm Dias Loureiro e a restante canalha. Que sorte que têm neste pobre País.

Nota: Por decisão pessoal, o autor não escreve de acordo com o novo acordo ortográfico.

Rui Calafate
7:47
ECO - Economia Online

_________________
Cláudio Carneiro


Facebook
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 16760
Pontos : 49157
Reputação : 0
Data de inscrição : 07/12/2013
Idade : 30
Localização : Sines

Ver perfil do usuário http://olharsinesnofuturo.criarforum.com.pt

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum