Olhar Sines no Futuro
BEM - VINDOS!!!!
Buscar
 
 

Resultados por:
 


Rechercher Busca avançada

Conectar-se

Esqueci minha senha

Palavras chave

tvi24  

Últimos assuntos
Galeria


Dezembro 2017
DomSegTerQuaQuiSexSab
     12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31      

Calendário Calendário

Flux RSS


Yahoo! 
MSN 
AOL 
Netvibes 
Bloglines 


Quem está conectado
17 usuários online :: Nenhum usuário registrado, Nenhum Invisível e 17 Visitantes :: 1 Motor de busca

Nenhum

O recorde de usuários online foi de 864 em Sex Fev 03, 2017 11:03 pm

Já chega de prejuízo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Já chega de prejuízo

Mensagem por Admin em Sex Abr 07, 2017 11:12 am

O que era verdade ontem é hoje mentira. O debate parlamentar sobre a venda do Novo Banco revelou bem a inconsistência da posição das diferentes forças políticas e a falta de qualidade (e por vezes de vergonha) dos seus principais atores.

A esquerda mais radical engoliu tudo o que não queria. O PS obedeceu às diversas instâncias europeias e a um comprador único que não tinha muitas razões para ceder mais. Não fosse este Governo o negociador e estariam os Galambas a zurzir contra o negócio. A direita rejeitou uma solução que, se fosse apresentada por si, seria intransigentemente defendida e saudada.
 
Todo este processo foi pouco transparente, remotamente competitivo e é hoje impossível dizer se foi encontrada uma boa solução. Ou mesmo se se chegou à menos má.
 
A estabilização do sistema financeiro português tem sido uma prioridade absoluta considerando as necessidades de financiamento da economia e das empresas. Melhor ou pior, mais depressa ou mais devagar, com dinheiro de investidores estrangeiros ou dos contribuintes portugueses, o equilíbrio dos balanços parece estar encontrado. Claro que ainda há riscos. A não conclusão deste negócio e a "nuvem negra" Montepio ainda pairam sobre a cabeça (ou a carteira) dos portugueses.
 
É agora tempo de deixar o Novo Banco seguir o seu caminho de recuperação. Agradecem os seus colaboradores e os milhares de clientes fiéis que com o apoio de um banco saudável terão melhores condições para investir e crescer. E agradecerá a Lone Star que terá feito um grande negócio e chegará aos lucros muito antes do que se espera.
 
Que esta nova fase não signifique o arquivamento dos crimes cometidos. Não sei se a recuperação da carteira de crédito tóxico contribuirá para a redução da participação dos contribuintes portugueses. Mas estou certo de que a condenação dos responsáveis por esta "roubalheira" servirá, ao menos, para ressarcir moralmente aqueles que vão ter de cobrir direta ou indiretamente todos os prejuízos.
 
Jurista
 
Artigo em conformidade com o novo Acordo Ortográfico

António Moita
06 de abril de 2017 às 19:55
Negócios

_________________
Cláudio Carneiro


Facebook
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 16760
Pontos : 49157
Reputação : 0
Data de inscrição : 07/12/2013
Idade : 30
Localização : Sines

Ver perfil do usuário http://olharsinesnofuturo.criarforum.com.pt

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum