Olhar Sines no Futuro
BEM - VINDOS!!!!
Buscar
 
 

Resultados por:
 


Rechercher Busca avançada

Conectar-se

Esqueci minha senha

Palavras chave

tvi24  

Últimos assuntos
Galeria


Dezembro 2017
DomSegTerQuaQuiSexSab
     12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31      

Calendário Calendário

Flux RSS


Yahoo! 
MSN 
AOL 
Netvibes 
Bloglines 


Quem está conectado
15 usuários online :: Nenhum usuário registrado, Nenhum Invisível e 15 Visitantes :: 1 Motor de busca

Nenhum

O recorde de usuários online foi de 864 em Sex Fev 03, 2017 11:03 pm

A minha medida de todas as ideias

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

A minha medida de todas as ideias

Mensagem por Admin em Sab Abr 08, 2017 11:07 am

Ah, e é um 36, o que quer dizer que é, também, uma espécie de balança, de grilo falante que, de quando em vez, franze o sobrolho.

Tenho aquilo a que chamo a minha medida. Aliás, acredito piamente que todas temos a nossa própria medida, de uma forma ou de outra, com este ou aquele feitio, desta ou daquela forma, com um instrumento de medição também muito próprio. É aquela peça que, independentemente de tudo o que possa acontecer na vida, volto a ela e, num passe de mágica, sou eu outra vez; mas não uma eu qualquer, não uma eu com função, como mãe, consultora ou mulher; com esta peça, sou a imagem do eu que tenho de mim, sou como me imagino; e trata-se, sempre, de um regresso, de voltar a uma figura que fica ali a pairar, como uma ideia, e se materializa naquele instante.

No meu caso, esta medida é um vestido, quando nem sequer costumo usar vestido, mas sim calças, porque são práticas e me transmitem uma sensação de liberdade que me agrada; um vestido azul marinho, claro, pelo joelho; acredito que quando o visto as proporções têm uma outra harmonia e tudo se encaixa na perfeição. Ah, e é um 36, o que quer dizer que é, também, uma espécie de balança, de grilo falante que, de quando em vez, franze o sobrolho. Por isso, é também uma máquina do tempo e da forma, porque insisto em caber dentro desta medida, ignorando ostensivamente os anos que vão passando e as formas, vamos chamar-lhes mais arredondadas, que surgem.

Há dias, num almoço de trabalho, calhou falar-se de pesos e medidas, numa conversa mais informal, proporcionada pelo quadro de sol generoso depois de dias de chuva. “Tenho de perder dois quilos”, declarou uma de nós, com veemência. “Dois quilos, porquê? Estás ótima!”, garantíamos. E percebo a missão, mas até tinha uma pontinha de inveja do difuso ponto de partida. “Não, Não estou com a minha medida”, respondia ela, perentória. Mesmo quando dissemos que estava muito bem assim, e a verdade é que está mesmo bem assim, também sabíamos que aqueles dois quilos podiam fazer a diferença de muito bem para fantástica e gerar ainda mais inveja. “Estás ótima!”, voltávamos a garantir.

O ótimo é relativo e mais ainda quando temos uma medida. Neste caso, a medida são umas jeans, curiosamente, também, um 36, o que me leva a desconfiar que possa haver um número que as representa. E é esta medida que determina o que somos e quando o somos. “Quando começa a ficar quente, só me sinto em modo de descanso assim”. Neste caso concreto, sem aquela medida, não haverá fim de semana, nem será verão, tão simples como isto. Naquele momento, éramos três mulheres, dois pares de calças, um vestido, mas três medidas. Todas tínhamos arquétipos, que se manifestam pelo simples facto de voltarmos a caber dentro de uma peça.

 
Nota biográfica: Maria Calvet (n. 1976, Lisboa) é filha de mãe francesa e pai português, fruto de uma relação nascida de uma pós-graduação na Sorbonne. É supermulher por convicção e contadora de histórias por terapia. Por se rever num pensamento de mestre Da Vinci, fez dele mote de vida: “Tal como o ferro enferruja com o desuso e a água estagnada apodrece ou gela quando esfria”, também o nosso “intelecto perde” a não ser que lhe demos uso.


Maria Calvet

 10:35
Jornal Económico

_________________
Cláudio Carneiro


Facebook
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 16760
Pontos : 49157
Reputação : 0
Data de inscrição : 07/12/2013
Idade : 30
Localização : Sines

Ver perfil do usuário http://olharsinesnofuturo.criarforum.com.pt

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum