Olhar Sines no Futuro
BEM - VINDOS!!!!
Buscar
 
 

Resultados por:
 


Rechercher Busca avançada

Conectar-se

Esqueci minha senha

Últimos assuntos
Galeria


Abril 2017
DomSegTerQuaQuiSexSab
      1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30      

Calendário Calendário

Flux RSS


Yahoo! 
MSN 
AOL 
Netvibes 
Bloglines 


Quem está conectado
15 usuários online :: Nenhum usuário registrado, Nenhum Invisível e 15 Visitantes :: 1 Motor de busca

Nenhum

O recorde de usuários online foi de 864 em Sex Fev 03, 2017 11:03 pm

Mais passageiros em todos os transportes. Mais mercadorias, só nos portos

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Mais passageiros em todos os transportes. Mais mercadorias, só nos portos

Mensagem por Admin em Ter Abr 11, 2017 12:33 pm

O número de passageiros em Portugal cresceu em 2016, com destaque para os aeroportos. Nas mercadorias, houve quebra nas vias ferroviária e rodoviária.

O Instituto Nacional de Estatísticas (INE) destaca o aumento de 14,3% de passageiros nos aeroportos portugueses, depois de já ter aumentado 11% em 2015 e 9,4% em 2014.

No total, entre embarques, desembarques e trânsitos diretos, houve 45 milhões de passageiros. O quarto trimestre foi ainda mais positivo, com um crescimento de 20,3%, considerado de "notável" pelo gabinete de estatísticas.

O número de passageiros cresceu ainda 2,7% nos comboios (a subida tinha sido de 1,7% em 2015) e 5,6% nos metropolitanos de Lisboa, Porto e Sul do Tejo (contra 4,6% no ano anterior). A tendência manteve-se positiva de outubro a dezembro nestas duas vias de transporte, com subidas em torno dos 4%.

Por via fluvial, registou-se um aumento de 3,3% no movimento de passageiros no rio Tejo. O INE destaca ainda os crescimentos na Ria Formosa (17,3%) e na Ria de Aveiro (7,0%).

Mais mercadorias nos portos, quebras nos comboios e camiões

No transporte de mercadorias, registou-se uma variação positiva nos portos (5,1%), mas desacelerando face ao aumento registado em 2015 (7,9%).

Destaque pela positiva para o porto de Sines (+16,6%) e Ponta Delgada (+9,6%), enquanto os portos de Lisboa (-11,1%), Setúbal (-7,9%) e Leixões (-3,4%) não conseguiram evitar uma quebra no movimento de carga.

Nas restantes vias, o ano passado foi marcado por quebras nas mercadorias transportadas. Por via rodoviária, há uma diminuição de 4,1% (no ano anterior já tinha caído 1,9%) e por via ferroviária verifica-se uma quebra de 6,5%, invertendo a tendência do ano anterior (+7,9%).

11 DE ABRIL DE 2017 - 13:13
Vítor Rodrigues Oliveira
TSF

_________________
Cláudio Carneiro


Facebook
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 16760
Pontos : 49157
Reputação : 0
Data de inscrição : 07/12/2013
Idade : 30
Localização : Sines

Ver perfil do usuário http://olharsinesnofuturo.criarforum.com.pt

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum