Olhar Sines no Futuro
BEM - VINDOS!!!!
Buscar
 
 

Resultados por:
 


Rechercher Busca avançada

Conectar-se

Esqueci minha senha

Palavras chave

cais  tvi24  cmtv  

Últimos assuntos
Galeria


Janeiro 2018
DomSegTerQuaQuiSexSab
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031   

Calendário Calendário

Flux RSS


Yahoo! 
MSN 
AOL 
Netvibes 
Bloglines 


Quem está conectado
10 usuários online :: Nenhum usuário registrado, Nenhum Invisível e 10 Visitantes :: 1 Motor de busca

Nenhum

O recorde de usuários online foi de 864 em Sex Fev 03, 2017 11:03 pm

Alemanha gananciosa e Rússia persistente

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Alemanha gananciosa e Rússia persistente

Mensagem por Admin em Qui Mar 05, 2015 6:19 pm


Faz parte da História da Alemanha, desde a unificação, ser gananciosa do seu poder na Europa, e da Rússia ser persistente na formação e alargamento de um império. Ambas jogam com a fraqueza dos dirigentes europeus. Mas a Alemanha, de tão gananciosa que é – primeiro nos tempos do Império, depois com o nazismo, e finalmente (com o intermédio de líderes civilizados e moderados que destoaram do conjunto, como Adenauer, Brandt, Schmidt ou Kohl), a dupla Markel-Schauble –, tolda-se-lhe a inteligência com a ganância arrogante e cada vez mais ilimitada, e acaba por soçobrar com alguma brevidade, normalmente perante a intervenção dos anglo-saxónicos, que levam atrás o grosso (nunca a totalidade) da Europa (como aconteceu nas I e II Guerras). Com custos altíssimos para todos, como se viu, aumentados pela tardança na intervenção anti-alemã.

Já a Rússia, com a sua persistência, costuma ter assomos mais duradoiros, embora também evitando incomodar directamente a Europa ou a Inglaterra. Veja-se o seu Império, sempre alargado, ainda durante os Ksares. E depois as largas décadas que durou a loucura comunista, e concretamente a sua fase mais diabólica, a stalinista (cujo líder e impulsionador morreu de morte natural). Agora Putin, na Ucrânia, nem se mostra muito importado por desafiar a própria Europa, porque os seus principais líderes, Merkel e Hollandem (lá está, não vemos na cena deplorável nenhum líder britânico), voluntária ou involuntariamente, só o ajudam.

Resumindo: dou por relativamente seguro que a Alemanha será contida com alguma brevidade, apesar dos Passos desta Europa. Já a Rússia, estou para ver... Azar da Ucrânia. Apesar da alarvidade de assassinatos que só interessa a uma parte, mesmo sem provas concludentes, não poder ser aceite hoje pelo Ocidente como foi nos tempos de Stalin.

 Pedro d´Anunciação | 05/03/2015 17:12:00
SOL

_________________
Cláudio Carneiro


Facebook
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 16761
Pontos : 49160
Reputação : 0
Data de inscrição : 07/12/2013
Idade : 31
Localização : Sines

Ver perfil do usuário http://olharsinesnofuturo.criarforum.com.pt

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum