Olhar Sines no Futuro
BEM - VINDOS!!!!
Buscar
 
 

Resultados por:
 


Rechercher Busca avançada

Conectar-se

Esqueci minha senha

Palavras chave

tvi24  cais  cmtv  

Últimos assuntos
Galeria


Fevereiro 2018
DomSegTerQuaQuiSexSab
    123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728   

Calendário Calendário

Flux RSS


Yahoo! 
MSN 
AOL 
Netvibes 
Bloglines 


Quem está conectado
13 usuários online :: Nenhum usuário registrado, Nenhum Invisível e 13 Visitantes :: 2 Motores de busca

Nenhum

O recorde de usuários online foi de 864 em Sex Fev 03, 2017 11:03 pm

Investimento em infra-estruturas na Europa - mobilização do investimento privado

Ir em baixo

Investimento em infra-estruturas na Europa - mobilização do investimento privado

Mensagem por Admin em Seg Abr 27, 2015 5:17 pm


O investimento público em infra-estruturas na Europa tem vindo a cair significativamente nos anos recentes em resultado da crise das dívidas soberanas, com os governos nacionais a reduzirem o nível de investimento em 11% entre 2010 e 2013.
 
Contudo, observam-se necessidades significativas de investimento em infra-estruturas, visando aumentar a competitividade das economias e assegurar capacidade de resposta às necessidades das empresas e consumidores.
 
Foram identificados cerca de 2.000 projectos estratégicos representando um investimento total de 1,3 biliões de euros - como serão financiados estes projectos no contexto das fortes limitações dos orçamentos públicos dos Países?
De acordo com um estudo recente da Roland Berger Strategy Consultants, o financiamento dos investimentos deverá passar por uma maior participação de capital privado nos projectos, sendo necessária a definição de um "framework" que viabilize a sua concretização.
 
Este "framework" terá como principal objectivo ultrapassar as limitações dos modelos actuais de parceria público-privada, que efectivamente geraram resultados abaixo das expectativas nos benefícios e custos gerados (e.g. elevados custos para o Estado, complexidade na partilha de riscos, falta de incentivos à eficiência operacional, entre outros).
 
Neste contexto, a Comissão Europeia e o Banco Europeu de Investimentos (BEI) decidiram lançar um "Fundo Europeu para os Investimentos Estratégicos" com as seguintes características:
 
• Disponibilização de 21 mil milhões de euros de capitais públicos para o financiamento de projectos visando um total de 315 mil milhões de euros de investimento na economia (factor multiplicativo de 15x);
 
• Foco na captura da liquidez existente no sistema financeiro europeu (em particular nas maiores economias) para projectos de infra-estrutura e inovação (240 mil milhões de euros) e financiamento de PME (75 mil milhões de euros);
 
• Actuação do BEI como gestor do fundo de infra-estruturas, que tomará decisões de investimento com base em critérios de retorno económico e capacidade financeira dos parceiros privados dos projectos - será constituída uma equipa independente de gestão.
 
Na visão da Roland Berger, o "Fundo Europeu para os Investimentos Estratégicos" deverá basear a sua actuação em 6 princípios basilares:
 
1) Criação de um "pipeline" de projectos com viabilidade de envolvimento de privados
 
Os projectos têm de apresentar viabilidade económico-financeira (numa perspectiva de "cash-flow"), podendo ser introduzidas limitações ao montante máximo de perdas a assumir pelos privados. Recomenda-se uma harmonização dos contratos de parceria público-privados a nível europeu e uma maior cristalização dos efeitos da regulação nacional sobre a viabilidade dos projectos.
 
2) Financiamento de projectos de investimento existentes para acelerar a implementação
 
Dado o tempo necessário para a concretização de um projecto de infra-estrutura, recomenda-se a inclusão de projectos de expansão, reabilitação/modernização de infra-estrutura e inovação que se encontrem em estado avançado, mas careçam de financiamento.
 
3) Segmentação do risco/ retorno dos projectos com base no perfil dos investidores

A existência de uma entidade intermediária permitirá aos investidores uma diversificação do risco e uma redução da complexidade. Adicionalmente, a possibilidade de estruturação de produtos financeiros em tranches irá suportar a entrada de privados, em função da respectiva apetência ao risco.
 
4) Viabilização dos projectos através de uma mitigação do risco financeiro
 
A remuneração do capital determina um incentivo à mitigação do risco dos projectos pelo Fundo - neste contexto poderão ser adoptadas medidas específicas como a prestação de garantias estatais que permitirão uma redução dos custos de emissão de dívida associada aos projectos, ou a existência de uma opção de venda dos activos ao BEI sobretudo para assegurar a liquidez aos investidores.
 
5) Formalização de um modelo robusto de propriedade e governo dos activos
 
Os investimentos de médio e longo prazo carecem de um contexto regulatório e legal que mitigue os riscos da propriedade dos activos, sendo necessária uma definição abrangente e transparente dos direitos e obrigações dos governos nacionais, investidores e BEI. Em particular, importa definir o modelo de passagem (e "recompra" dos activos) para os governos nacionais.
 
6) Gestão proactiva dos riscos de projecto
 
Na fase de planeamento e construção de activos, os projectos estão particularmente expostos ao risco, sendo necessária uma monitorização e controlo por parte das entidades financiadoras. A execução de projectos de grande escala deve ser escrutinada do ponto de vista técnico, financeiro e legal.
 
Em conclusão, estamos perante uma oportunidade única para relançar o investimento público e privado na Europa. Na perspectiva da Roland Berger, Portugal poderá beneficiar significativamente do mecanismo agora proposto, podendo ainda alavancar as competências de construção e de engenharia das empresas nacionais na implementação destes projectos. 

26 Abril 2015, 19:00 por Roland Berger Consultants
Negócios

_________________
Cláudio Carneiro


Facebook
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 16761
Pontos : 49160
Reputação : 0
Data de inscrição : 07/12/2013
Idade : 31
Localização : Sines

Ver perfil do usuário http://olharsinesnofuturo.criarforum.com.pt

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum