Olhar Sines no Futuro
BEM - VINDOS!!!!
Buscar
 
 

Resultados por:
 


Rechercher Busca avançada

Conectar-se

Esqueci minha senha

Palavras chave

tvi24  

Últimos assuntos
Galeria


Novembro 2017
DomSegTerQuaQuiSexSab
   1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930  

Calendário Calendário

Flux RSS


Yahoo! 
MSN 
AOL 
Netvibes 
Bloglines 


Quem está conectado
12 usuários online :: Nenhum usuário registrado, Nenhum Invisível e 12 Visitantes :: 1 Motor de busca

Nenhum

O recorde de usuários online foi de 864 em Sex Fev 03, 2017 11:03 pm

Refer inova na monitorização da Linha da Beira Baixa

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Refer inova na monitorização da Linha da Beira Baixa

Mensagem por Admin em Ter Maio 26, 2015 4:12 pm


Os pontos de maior risco de derrocadas da Linha da Beira Baixa estão agora cobertos, 24/24 horas, por um sistema de videovigilância gerido a partir do Centro de Comando Operacional de Lisboa (CCO) da Refer.

O sistema de videovigilância arquitectado pela gestora da infra-estrutura ferroviária é suportado nos sistemas de sinalização e transmissão de dados e vídeo já existentes ao longo da via, o que reduz substancialmente o investimento necessário.

O sistema permite colher imagens dos locais e avaliar, à distância, as condições de segurança da circulação ferroviária em caso de queda de blocos dos taludes sobranceiros à via.

Os pontos mais críticos – na Linha do Douro e na Linha da Beira Baixa – já estavam cobertos por sistemas automáticos de detecção de queda de blocos, que accionavam a suspensão da circulação ferroviária sempre que os sensores acusavam alguma queda. A retoma da circulação só era possível, porém, depois de verificação no local, sendo que em muitos casos os blocos nem danificavam a via nem a obstruíam.

Com o sistema de videovigilância, sempre que o sistema de detecção de queda é accionado é mais fácil, e mais rápido, verificar as condições da via e decidir sobre a circulação das composições.

Os riscos de derrocadas são particularmente sentidos nas linhas férreas construídas a meia encosta ou acompanhando cursos de água, sublinha a Refer, que destaca também a capacidade de engenharia do grupo na concepção da solução agora implementada.

26 Maio, 2015 at 11:35
por T&N
Transportes&Negócio

_________________
Cláudio Carneiro


Facebook
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 16760
Pontos : 49157
Reputação : 0
Data de inscrição : 07/12/2013
Idade : 30
Localização : Sines

Ver perfil do usuário http://olharsinesnofuturo.criarforum.com.pt

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum