Olhar Sines no Futuro
BEM - VINDOS!!!!
Buscar
 
 

Resultados por:
 


Rechercher Busca avançada

Conectar-se

Esqueci minha senha

Palavras chave

cmtv  cais  tvi24  

Últimos assuntos
Galeria


Fevereiro 2018
DomSegTerQuaQuiSexSab
    123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728   

Calendário Calendário

Flux RSS


Yahoo! 
MSN 
AOL 
Netvibes 
Bloglines 


Quem está conectado
13 usuários online :: Nenhum usuário registrado, Nenhum Invisível e 13 Visitantes :: 2 Motores de busca

Nenhum

O recorde de usuários online foi de 864 em Sex Fev 03, 2017 11:03 pm

Erosão da costa afecta economia do Senegal

Ir em baixo

Erosão da costa afecta economia do Senegal

Mensagem por Admin em Seg Jun 15, 2015 5:01 pm


No Senegal, as consequências do aquecimento global são visíveis. A erosão da costa afeta a vida quotidiana dos habitantes e a atividade turística.

"Os turistas que compram férias na praia e que, ao chegarem, não veem a praia, queixam-se, quando regressam a casa. Os hotéis estão degradados porque já não há clientes. O fenómeno está diante dos nossos olhos. Não se trata de um problema do futuro, é um problema do presente."
Na localidade de Rufisque Saliou Ndoye, uma grande parte do cemitério foi engolida pelo mar. A população foi obrigada a deslocar as restantes sepulturas para um novo espaço.

“Aqui temos apenas uma pequena parte do cemitério, a maior parte foi engolida pelo mar. Ás vezes, ao brincarem as crianças encontram ossos, é terrível”, contou Saliou Ndoye, um dos voluntários.

De acordo com os dados do governo senegalês, o nível do mar sobe todos os anos um a dois centímetros.

“Desde 2007, há ondas enormes que causam grande problemas no bairro de Thiawlene, no cemitério e nas casas. O Estado do senegal tinha implementado medidas provisórias, enquanto aguardava novos financiamentos para poder agir de forma mais sustentável”, explicou Aissata Sall, responsável do Centro para a Monitorização Ecológica (EMC).

Para as pessoas que dependem do turismo o aumento da temperatura global não é um problema abstrato. “Os turistas que compram férias na praia e que, ao chegarem, não veem a praia, queixam-se, quando regressam a casa. Os hotéis estão degradados porque já não há clientes. O fenómeno está diante dos nossos olhos. Não se trata de um problema do futuro, é um problema do presente”, sublinhou Alioune Ciss, proprietário do hotel Africa 6.

Os governos africanos afirmam que não devem ser eles a pagar a fatura do aumento da temperatura global causado pelos países industrializados. Em 2013, a China e os Estados Unidos foram responsáveis por 42% das emissões de gás com efeito de estufa.

15/06 10:59 CET
© euronews 2015


_________________
Cláudio Carneiro


Facebook
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 16761
Pontos : 49160
Reputação : 0
Data de inscrição : 07/12/2013
Idade : 31
Localização : Sines

Ver perfil do usuário http://olharsinesnofuturo.criarforum.com.pt

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum