Olhar Sines no Futuro
BEM - VINDOS!!!!
Buscar
 
 

Resultados por:
 


Rechercher Busca avançada

Conectar-se

Esqueci minha senha

Palavras chave

tvi24  

Últimos assuntos
Galeria


Novembro 2017
DomSegTerQuaQuiSexSab
   1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930  

Calendário Calendário

Flux RSS


Yahoo! 
MSN 
AOL 
Netvibes 
Bloglines 


Quem está conectado
18 usuários online :: Nenhum usuário registrado, Nenhum Invisível e 18 Visitantes :: 1 Motor de busca

Nenhum

O recorde de usuários online foi de 864 em Sex Fev 03, 2017 11:03 pm

Drewry: TPP beneficiará tráfego de contentores

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Drewry: TPP beneficiará tráfego de contentores

Mensagem por Admin em Seg Out 12, 2015 3:51 pm


Evergreen


O acordo de comércio livre entre os EUA e vários países do Pacífico (TPP) deverá levar ao crescimento do tráfego de contentores entre os países envolvidos, antecipa a Drewry. Mas a sua concretização não é ainda garantida, avisa.

A consultora britânica dá como exemplo do potencial do TPP o que se verificou na sequência de acordos semelhantes, como aquele que liga a China e os países da ASEAN desde 2005. O ritmo de crescimento das trocas comerciais entre aqueles parceiros cresceu de 17%, nos dez anos anteriores, para 19% depois do acordo (ao passo que a média mundial passou de 17% para 13% nos mesmos períodos).

A Drewry sublinha, porém, que os resultados do acordo China-ASEAN só começaram a sentir-se verdadeiramente a partir de 2009, quatro anos depois da assinatura.

O acordo TPP (de Trans-Pacific Partnership) foi assinado no passado dia 5 pelos governos de 12 países (EAU, Austrália, Nova Zelândia, Canadá, México, Peru, Chile, Japão, Vietname, Malásia, Singapura e Brunei). É visto com uma forma de estabelecer um bloco comercial para fazer frente ao domínio regional da China e foi apresentado como um acordo para reduzir taxas, regulamentar o comércio, prevenir o tráfico e defender o ambiente, podendo assim ser responsável por grandes mudanças a nível geopolítico.

Porém, o acordo TPP terá de ser ainda ratificado pelos respetivos parlamentos dos países signatários para poder entrar em vigor.

Nos EUA, já se sabe, a Administração Obama não aprovará o TTP sem oposição, pois há várias personalidades a questionarem a sua validade, desde logo Hillary Clinton, que pretende ser a candidata do Partido Democrata às presidenciais americanas de 2016.

Ainda assim, a Drewry sublinha que os acordos de comércio livre (GATT, OMC,…) são em boa parte responsáveis pelo crescimento do tráfego de mercadorias (em particular, o tráfego marítimo) pelo que investir no shipping e nos portos dos países envolvidos pode revelar-se uma opção prudente… no médio prazo.

12 Outubro, 2015 at 14:54
por T&N

_________________
Cláudio Carneiro


Facebook
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 16760
Pontos : 49157
Reputação : 0
Data de inscrição : 07/12/2013
Idade : 30
Localização : Sines

Ver perfil do usuário http://olharsinesnofuturo.criarforum.com.pt

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum