Olhar Sines no Futuro
BEM - VINDOS!!!!
Buscar
 
 

Resultados por:
 


Rechercher Busca avançada

Conectar-se

Esqueci minha senha

Palavras chave

cmtv  tvi24  cais  

Últimos assuntos
Galeria


Janeiro 2018
DomSegTerQuaQuiSexSab
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031   

Calendário Calendário

Flux RSS


Yahoo! 
MSN 
AOL 
Netvibes 
Bloglines 


Quem está conectado
7 usuários online :: Nenhum usuário registrado, Nenhum Invisível e 7 Visitantes :: 2 Motores de busca

Nenhum

O recorde de usuários online foi de 864 em Sex Fev 03, 2017 11:03 pm

Portugal: maior risco

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Portugal: maior risco

Mensagem por Admin em Qui Nov 05, 2015 11:18 am

O crescimento económico depende do investimento privado, é um facto.

Existe muito pouco dinheiro fresco português para investir, infelizmente também é um facto. 

Assim, o investimento estrangeiro torna-se crítico para o nosso crescimento económico.

O capital procura rentabilidade com o menor risco. E Portugal compete com mais 195 países para atrair investimento, oferecendo um crescimento económico anémico e um risco (de novo) crescente. O qual se agravou substancialmente no último mês. 

No final de Setembro vivia-se uma tranquilidade dada pela sensação de continuidade: quer ganhasse a coligação, quer ganhasse o PS, sentia-se a segurança de trilhar caminhos conhecidos.

António Costa no seu discurso de 4 de Outubro assumiu a derrota e garantiu que não iria fazer parte de maiorias negativas.

Poucos dias depois viria a fazer isso mesmo. 

Ora, se for aprovada a rejeição do programa do atual governo, vamos entrar em terreno desconhecido.

Falava-me esta manhã um amigo de Londres, gestor de um fundo exposto a Portugal, perguntando-me o sentimento que se vive por cá. Descreveu-me a forma negativa como os investidores internacionais com quem tem falado, se referem a situação portuguesa.

Entre outras coisas perguntou-me até onde cederia o eventual futuro primeiro-ministro António Costa nas mãos da extrema-esquerda, sob ameaças constantes de chumbo parlamentar? Que tipo de regime fiscal iria equilibrar todas as medidas populistas que por aí viriam? E sobre as nacionalizações e as expropriações, seriam coisas do passado?

Não consegui serenar os seus receios, pois também os partilho. Referi a minha esperança que de entre os 86 deputados do PS, pelo menos nove os partilhem também.

As decisões de investimento são tomadas com total indiferença a ‘slogans’ ou às vontades dos políticos. E uma coisa é certa, enquanto a ameaça paira no ar, o investimento foge para paragens menos arriscadas.

00:05 h
Tiago Violas Ferreira
Económico

_________________
Cláudio Carneiro


Facebook
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 16761
Pontos : 49160
Reputação : 0
Data de inscrição : 07/12/2013
Idade : 31
Localização : Sines

Ver perfil do usuário http://olharsinesnofuturo.criarforum.com.pt

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum